10 atitudes que nos tornam uma pessoa melhor

Tem algum tempo, acredito que estamos por aqui em vida para nos tornarmos cada vez melhores e de quebra deixar o mundo um pouquinho melhor que nos foi deixado, mesmo que seja sua casa, sua comunidade, seu trabalho, sua escola, seu prédio. Então eu vivo pensando o que podemos fazer para ser melhor. E hoje decidi fazer uma lista de pequenas atitudes:

Ouvir

Hoje em dia é tão raro conseguir contar uma história inteira para alguém, no meio sempre alguém interrompe para contar um acontecimento parecido, história de um colega do trabalho. E a sua história fica boiando no ar e nem sempre voltar para ela é fácil. Então policie-se, dê ouvidos aos outros, a quem escolheu você para contar algo importante.

Calma, não precisa sair dando trela para cada um que pega você no ponto de ônibus e fila do banco para contar os problemas da vida não, mas as pessoas mais próximas, converse com a sua diarista, com seu porteiro, com seus irmãos, com seus pais, com seus maridos ou esposas, namorados. Falar, seja uma história boba, engraçada, louca, estressante ou triste é importante para todo mundo, incluindo você e ter alguém para ouvir pode salvar horas no analista.

Cumprimentar

Dizer bom dia, boa tarde, boa noite não faz mal a ninguém, só faz bem. Então cumprimente o porteiro, o segurança do banco, o gari na rua, a funcionária da limpeza do seu escritório assim como você cumprimenta as pessoas da sua casa. Dizer essas palavrinhas não só quer dizer que você está desejando isso a ela como está mostrando que ela foi vista por você.

É impressionante como vários trabalhadores se sentem invisíveis em sua jornada de trabalho. E bom, quem quer se sentir invisível?

Ajudar

Não é sair perguntando, quer que carregue isso? Quer ajuda para levar isso? Quer ajuda para fazer tal coisa? Precisa de ajuda? E sim ajudar realmente, parar o que está fazendo (geralmente é nada) e ajudar mesmo, sem ficar oferecendo. A maioria das pessoas quando são questionadas se precisam de ajuda, dificilmente respondem que sim, mas na maioria das vezes elas adorariam a ajuda e o trabalho pode não só ser mais fácil, como mais rápido e mais prazeroso por ter uma companhia.

Guardar comentários

Antes de comentar algo seja ele pessoalmente ou até mesmo em redes sociais pense um pouquinho, não é porque você quer dizer isso que a pessoa queira ouvir. Já vi gente comentando roupa dos outros nas caixas de comentários, gosto não se discute se você não gostou, tudo bem, se a pessoa postou a foto sorrindo com essa roupa é porque ela está se sentindo bem, e é isso que realmente importa.

Entenda que nem todo comentário é útil, nem todo comentário é construtivo e que muitas vezes você só está sendo um babaca por querer estragar o prazer e a alegria de alguém.

Perguntar mentalmente primeiro

Faça muita pergunta na sua cabeça primeiro e veja como ela soa, veja se não está agressiva, se não está invasiva ou se não é desnecessária. E veja também se a resposta não está óbvia, se não está bem na sua frente.

Juntar suas coisas

Suas coisas jogadas, seu lixo. Em casa, no trabalho, na escola, na rua. Primeiro, pessoas convivem com você o tempo todo, ninguém precisa tropeçar no seu calçado, ficar desviando das suas coisas e tentar um lugar para se sentar no meio das suas roupas. Assim como ninguém precisa ficar procurando um copo para usar quando você deixou todos sujos espalhados pela casa ou até ter que tirar uma caneca suja da sua mesa porque está fedendo no ambiente todo.

E quanto ao lixo nem se fala né, se está na rua, segure até o próximo cesto. Em ambientes particulares, não deixe para alguém fazer isso por você, nem mesmo na praça de alimentação do shopping, mais gente quer comer e encontrar uma mesa vazia e limpa como você encontrou; então leve sua bandeja para o lugar certo, as funcionárias estão lá para retirar o lixo, limpar as mesas e distribuir as bandejas entre as lanchonetes, não ficar te servindo.

Respeitar os limites

Respeite os seus limites, perceba até aonde você consegue ir em tudo; na festa, na bebida, nos amassos, na discussão, no stress, nos estudos, na comilança, em tudo. Respeite os seus limites, aprenda a enxerga-los e acima de tudo respeita-los!

Respeite o limite dos outros, não force a barra com ninguém, respeite um não, um não me liga, respeite o espaço, as limitações, as diferenças.

 Aprenda com os erros

Não dá para viver errando e não parar para pensar aonde foi que errou, no que pode melhorar e amadurecer com isso. Erros servem basicamente para isso, para um bom e velho aprendizado, para corrigir, mesmo que não dê para apagar e fazer novamente.

Faça alguém feliz todos os dias

Não importa quem, não importa muito como, mas faça. Seja na simplicidade e sinceridade de um elogio, seja com um bolo caseiro, com uma carona inesperada, com um encontro para o almoço, com cinco minutos para uma conversa, com um abraço, um chá ou café. Felicidade está nas coisas simples e sinceras, que surpreende. Então faça alguém feliz e sinta-se bem espalhando felicidade, incluindo dentro de você mesmo.

Ame sem medo, sem vergonha

Amar não dói, a falta dele sim. Então ame, valorize as coisas que ama, sinta esse amor no peito e veja cores no mundo, sorria e perceba o coração batendo por algo tão valioso para você. Ame sempre, o tempo todo, ame no silêncio e na multidão. Amar é a maior força do mundo!

Então vamos espalhar coisas boas por aí e deixar os dias melhores, as semanas, o ano, a vida!

Comments

comments

Avatar

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.