10 Dicas para pequenas reformas

Estou fazendo algumas reformas, reparos e mudanças em casa, por isso até que o blog está mais lento. É difícil focar em tanta coisa ou até mesmo distribuir a criatividade e inspiração para mais áreas. Então já que estou lidando com isso e é o tema do momento, bem fresco na minha cabeça, decidi fazer um post para ajudar quem está pensando em começar uma reforma por aí.

Mas quando falo em reforma, estou falando daquela feita a mão sabe? Em casa, com alguma ajuda, com o que tem, com o que pode. Nada de arquiteto, engenheiro, mestre de obras e afins.

1- Tenha certeza que sabe fazer, ou contrate um prestador especializado

Quero puxar tomadas novas, quebrar uns caminhos, rebocar e depois pintar tudo. Sabe fazer isso? Sabe qual a melhor forma? Ótimo. Acha que sabe? Então melhor estudar mais, melhor estar 100% segura de que terá um resultado satisfatório.

Algumas reformas e reparos não funcionam com um “eu acho que consigo”. Instalar um lustre, encapar os fios ou trocar as tomadas é diferente de outros aspectos de obra. Preparar cimento, aplicar, acabamento e tantos pequenos detalhes técnicos.

Mas se você gosta de encarar desafios, leia muito, consulte, pesquise. Tem muito canal no YouTube dedicado a isso e poderá ser uma grande ajuda. De dicas da parte elétrica, a instalações de pisos ou até de marcenaria.

E se você até tem curiosidade, mas não tem certeza do processo todo e da sua habilidade, aí é melhor fazer alguns orçamentos, chamar um pedreiro e ter alguém fazendo esse serviço para você.

2- Pesquise preços de cada material e móveis

É impressionante como os preços variam. Lojas virtuais e físicas, cada um tem um preço, variedade e qualidade diferentes. Tem coisas que em lojas grandes valem muito a pena e outras que na lojinha de bairro garante um preço bem menor e ainda com orientação do dono da loja que entende bem.

Quanto aos móveis, o leque é ainda maior. Algumas lojas virtuais revendem em outras grandes lojas e o preço do mesmo móvel varia absurdamente. Então para isso vire a louca da pesquisa, muita vezes você pode acabar encontrando até mesmo a fonte do produto e poderá pagar muito mais barato. E lembre de ir em lojas físicas, colocar a mão, ver qualidade, acabamento, estrutura, tamanho.

3- Desenhe, rabisque, mude, tenha certeza

Quando tiver em mente que quer mudar, comece a rabiscar a ideia. Mesmo que você desenhe mal, pegue um papel e imagine como quer aquele espaço. Veja a luz do cômodo em horários diferentes do dia para pensar em cores, acessórios e até plantas. Pense em ventilação, circulação, praticidade, conforto. Pense em tudo que é importante para você!

Olhe para o seu desenho e sua ideia de vez em quando e pense bem em tudo. Se alguma ideia nova surgir ou uma peça importante do quebra cabeça mudar tudo, redesenhe, mude.

Comece a colocar a mão na massa quando seu desenho fizer sentido para você. Mas não precisa ter 100% de certeza não, se não nunca irá começar.

4- Desenhe a planta do cômodo e tenha noção de espaço

Compre um papel quadriculado, tire as medidas e faça o equivalente contando os quadradinhos no papel. Desenhe cada canto, cada ponto de energia, janela. Depois com outro papel quadriculado, desenhe (quadrado mesmo) e recorte os móveis maiores. Assim você poderá ver eles no espaço, mudar de lugar, ver no que interfere, se fica na frente de alguma tomada importante, se a circulação fica ruim.

Já mostrei um pouco sobre isso aqui.

5- Faça lista de materiais muito antes de programar as compras

Comece a fazer a lista e vá colocando tudo que lembrar. As tintas e quantidade de cada, os rolos, as bandejas, pincel, lixa, parafusos, brocas, lona, tábuas, escada, fita adesiva, máscara, liste tudo. Vá olhando cada passo, cada detalhe que você irá fazer e o que vai precisar em cada um.

E lembre de deixar essa lista fácil acesso, porque você do nada vai lembrar de algo que não tem, de uma ferramenta que nunca comprou ou que perdeu, do prego ou qualquer outra miudeza. Assim, quando for fazer as compras, terá um lista bem completa e não irá esquecer nada.

6- Faça um board de inspirações no Pinterest

Eu tenho um board de decoração geral que salvo imagens inspiradoras. Mas tenho um fechado só com ideias que eu consigo ver na minha casa, que quero aproveitar. Seja porque a cor seja inspiradora, uma prateleira, uma luminária. Assim, nesse board você poderá ver o todo, se as coisas se encaixam, as cores, os materiais. Então cada coisa que você pensar em fazer, poderá olhar como inspiração por lá ou ver o que está faltando.

7- Peça ajuda de amigos que entendam e gostem

Sempre temos amigos ou familiares super habilidosos e que estão dispostos a ajudar. Seja para subir algum móvel pelas escadas, ou para pintar paredes. Então não hesite em pedir ajuda em troca de um jantar e uma cerveja.

8- Tenha plano B, C e D.

É muito comum ter uma ideia e na hora de encontrar alguns itens, eles estarem em falta, ou só encontrar com preços altíssimos. Muitas vezes podemos esperar, mas em outras, é melhor tomar outro caminho. Então tenha planos, não fique fixada em uma única ideia para não se decepcionar. Ter abertura é super importante, ainda mais que, dependendo do que for fazer, a chuva atrapalha, o calor, o tempo, o espaço, o horário.

9- Desenhe um cronograma

Cronograma e metas é essencial para você completar sua reforma com sucesso. Caso contrário, vai ficando para depois e vai atrasar tudo. Então se sua disponibilidade é somente aos sábados pela manhã para colocar a mão na massa, calcule quanto tempo para cada coisa. O que você pode fazer enquanto espera a parede secar para mais uma demão.

Trace os horários e atividades. E se for fazer com mais alguém, divida as tarefas também, lembrando de encaixar na ordem certa. Por exemplo: você não pode colocar a instalação do lustre antes da pintura do teto, ou a instalação de novas tomadas antes da pintura da parede.

10- Tenha paciência

E o mais importante de tudo é a paciência! Fazer qualquer tipo de reforma ou reparo vai trazer alguma bagunça e muita sujeira. Não adianta ter mania de limpeza e querer sair limpando tudo, porque em 5 minutos encontrará pegadas de poeira novamente. Os objetos ficarão espalhados esperando poder voltar ao lugar original. Alguns produtos têm cheiro mais forte então as janelas precisam ficar abertas. A tinta demora mais que o imaginado, um simples parafuso que termina o quebra cabeça todo pode ser mais difícil de encontrar, empacando a finalização.

E o cansaço bate várias vezes, ou de tanto trabalhar, ou de dividir a rotina ou só de olhar a bagunça esperando a próxima tarefa ser feita. Então exercite muito a sua paciência!

Mas olha, quando a coisa toda vai tomando forma, o resultado vai começando a aparecer, tudo feito a mão, ou quase tudo. É prazer, uma alegria sabe? Então o suor vale a pena!

E a primeira parte da minha pequena reforma eu já mostrei aqui no blog, e pra sempre será meu xodó <3 É essa minha escada estante aqui de baixo e eu contei tudo aqui.

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.

Leave a Reply