5 Dicas para melhorar o foco no trabalho

Encontrar o foco para trabalhar e produzir melhor parece um bicho de sete cabeças. Tem alguns dias que parece quase impossível na verdade. Mas para encontrar o tal do foco e completar todas as tarefas necessárias é necessário organização e disciplina, mesmo que você seja desorganizada e super disciplinada.

Então não adianta nada ter 10 tarefas e começar todas elas e não finalizar nenhuma. Nem ter uma lista de atividades que só aumenta. Adianta menos ainda sentar na mesa de trabalho e esperar as coisas acontecerem, o foco pegar na sua mãozinha e te mostrar o caminho. Para isso, listei 5 dicas práticas, que talvez você até saiba, mas precisa de um empurrãozinho para começar e focar!

1. Feche as abas e janelas que atrapalham

Facebook, twitter, email, qualquer aba que mostra uma notificação e você corre para ver a bobeira que chegou. E então entra em um looping de rodar e ficar olhando coisas desnecessárias. Não sei vocês, mas as vezes vou conferir algo no Facebook e quando vejo, estou há 15 minutos rodando as postagens, sem parar em nenhuma, sem abrir algo útil, sem ler, sem focar em algo. Então o melhor mesmo é fechar essas abas que tiram nossa atenção e prendem em algo banal.

Se você gosta de rodar o facebook ou de se atualizar no twitter, faça intervalos para isso. Presenteie para cada 2 ou 3 ítens de sua lista, 10 minutos de procrastinação por lá.

2. Silêncio ou com música?

Cada um tem sua forma de focar melhor, se é no completo silêncio ou se funciona melhor com música. E se é com música, que tipo de música.

E isso ainda pode variar, se o ambiente externo tem muito barulho e distração, colocar fones com alguma música pode ser melhor, algumas vezes instrumental (sem ter letras para cantarolar ou prestar atenção) ou pode ser uma playlist aleatória com músicas que não conhece.

Para quem gosta de música e trabalha melhor com ela, cada dia pode ser diferente, alguns um som mais pesado, outros mais leve, e nas sextas feiras, mais animado.

3. Faça uma super lista

Mas daquelas listas bem completas, com tudo anotado, mesmo que sejam bobeiras tipo arrumar a gaveta ou tirar o lixo. Colocar coisas corriqueiras, que fazemos entre alguma tarefa e outra pode ser bom. O ato de riscar algo da lista que foi feito, dá um prazer e ainda mais ânimo para seguir realizando as outras tarefas.

Pode separar a lista por categorias ou colocar tudo lá. E melhor ainda se tiver uma ordem de urgência em cada uma, assim você foca no que for mais urgente primeiro e depois faz com calma o que não for para ontem.

Essa lista pode até ser feita um dia antes, para se programar e ter tudo no papel e descansar a cabeça de um dia para o outro, sem medo de esquecer algo ou se perder no dia seguinte. Assim, quando sentar para começar a trabalhar já está tudo anotado, não precisa se desesperar. Eu prefiro fazer essa lista pela manhã, antes de começar tudo. Mas cada um vai ter seu jeito e preferência.

4. Crie competições mentais

Olhe para o relógio e para sua grande lista, desafie-se a terminar ela antes do almoço, ou terminar “x” tarefas. Permita-se parar para um café somente quando completar algumas tarefas importantes. Rodar o feed do instagram somente quando tal atividade importante estiver finalizada. E por aí vai.

E rola também realizar as tarefas mais prazerosas depois que finalizar as menos interessantes. Então nada de fazer só o que mais gosta primeiro para olhar com desinteresse para sua lista porque só sobraram atividades que desgosta ou até odeia.

5. Coloque o celular longe

Muitas vezes ter o celular ao lado é tão ruim quanto ter uma aba desnecessária aberta. Uma notificação de um grupo no whatsapp pode ter o mesmo efeito que uma notificação aleatória no facebook. É você ir lá para tirar a notificação que acaba perdida abrindo aplicativos, olhando a previsão do tempo, o joguinho, a mensagem no instagram, no tinder ou qualquer outro lugar.

Então se precisa de foco, deixe o celular virado ao contrário ou em outra mesa para não cair em tentação quando sentir a vibração com alguma notificação.

Gif por Libby Vanderploeg

Com o passar dos anos, percebi que resolver todas as tarefas de uma lista, mesmo as não urgentes o quanto antes, me dá espaço para descansar a cabeça quando a lista está completa. Se quero até criar algo novo ou ter um dia mais folgado, me programo e tenho dias de trabalho diretão para garantir essas folgas. Sem culpa de que poderia estar fazendo mais, criando mais, produzindo mais.

E é claro que vejo os dias que estou mais ativa, mais alerta como oportunidades de fazer ainda mais, render muito mais. Assim os dias que estou mais cansada, lenta e desfocada, consigo pegar leve, fazer algumas tarefas que não exigem muito de mim, mas que são necessárias sabe?

O importante é saber que o foco não é só algo que vem e você agarra ele. É preciso se encontrar com ele no caminho, alguns dias com mais facilidade outros com menos. Mas é preciso se organizar para esse encontro. E é preciso auto conhecimento para entender o que funciona melhor!

Gif de capa por Anchor Point

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.