A preguiça de sair na sexta-feira

Tudo bem, eu sei que tem muita gente que espera a semana inteira por esse dia, planeja cada detalhe da noite, da cor do batom a cor da calcinha, gente que combina onde vai comer primeiro, se o esquenta vai ser em um bar ou na casa de alguém e nem pense em combinar a hora de voltar pra casa.

Mas existe muita gente como eu, que prefere pensar na jantinha que vai fazer em casa e o que vai ser consumido de bebida. E pra variar as vezes pode ser na casa de um amigo ou primo o jantar tranquilo, sem precisar caprichar na maquiagem, no penteado ou no salto alto.

pipoca

Para a turma caseira temos várias opções tranquilíssimas para não ir pra balada de vez em quando. Vou listar algumas:

Cinema – e não precisa fazer cara feia porque fica com fome mesmo comendo um super pacote de pipoca. Dá pra fazer uma janta cedo ou até um lanche legal em casa e depois curtir o escurinho do cinema e ver um filme novo.

Filme em casa – Tem tanta opção por aqui que é até bobo falar, mas além dos sites de streaming de filme, aluguel de DVDs e os cestões de filmes baratos que encontramos até nos mercados. E pra comer e beber? Aí dá pra ir a loucura. De lanches rápidos, a tradicional pizza, um prato mais elaborado ou até começar pela sobremesa.

Jantar e muita conversa – Pra quem prefere bater um papo, dá pra planejar um jantar fácil e que todos possam ficar ajudando e conversando enquanto bebem e cozinham e depois levar a conversa pra mesa e comer o que foi preparado. E essas noites são sempre as melhores, de assuntos engraçados, lembranças, assuntos gerais e planos pro futuro.

Jogos de tabuleiro – Imagem e Ação, Perfil e meu mais novo queridinho Academia são meus indicados para essas noites. Se você conseguiu reunir muita gente pra noite dá para jogar em duplas, se não é só preparar as mímicas, os aperitivos (nem que seja amendoim e salgadinho) e passar horas dando risada. E para os amigos mais animados, dá pra rolar até um Twister.

Vídeo Game – Geek’s night são sempre ótimas, campeonatos de Mario Kart ou de Fifa, competição de Just Dance e de Mario Party. E ninguém pode ficar de fora e fugir do controle.

Carteado – Tá, não é das minhas opções favoritas, mas é pra muita gente. Poker, truco, roba monte, buraco, pontinho, dorminhoco. Uma coberta na mesa pras cartas deslizarem melhor, uma comida fácil de pegar com a mão esquerda e tá feita a noite.

Livros e revistas – E para quem prefere uma noite mais quieta tem sempre a opção de pegar um bom livro, se ajeitar no canto favorito da casa, desligar o celular e mergulhar na leitura e dá pra ter um chá ou um chocolate quente por perto pra acompanhar.

Alguém tem mais ideia de programação super caseira?

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.