Atenção Plena – Semana 2

E nessas últimas duas semanas pratiquei a parte dois. E olha, para ser bem sincera, foi chato! A prática é deitada e é sobre a percepção do nosso corpo. Mas eu pratiquei mesmo assim, não todos os dias como orientado.

Acontece que deitado eu achei bem difícil de me centralizar, de me encontrar, então acabei ficando muito mais inquieta e ansiosa pelo fim da prática. Enquanto praticava com o áudio da semana, milhões de coisas passavam por minha mente, e eu me sentia uma criança pensando “será que falta muito tempo para acabar a prática de hoje?”.  No primeiro dia eu estava quase abrindo os olhos para me distrair ainda mais e no mesmo instante o áudio começa a falar sobre essa inquietação e ansiedade pelo fim da prática. Foi uma “bronca” instantânea engraçadíssima!

Mas olha, ao mesmo tempo que eu ficava agitada, ia acompanhando o áudio que vai parte por parte do corpo, orientando pela percepção, o que sentimos em cada pedacinho de nós, todas as sensações ou o vazio. E a cada nova parte citada, era como se eu sentisse um frio, uma energia passando por cada uma, chegando ao final da prática com frio no corpo todo. E é uma sensação super engraçada de se perceber ao fim da prática. E é claro, ela dá sono, principalmente por ser deitada e a orientação no livro é ainda se cobrir com um lençol (o que eu entendi depois da primeira vez).

Elas continuam funcionando muito bem para mim, acalmando tudo, aquietando os pensamentos mais turbulentos. Há semanas não sinto a necessidade de tomar nenhum fitoterápico para dar uma sensação de tranquilidade e dormir com facilidade. Hoje já leio a próxima parte e inicio a nova fase das práticas!

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.