Como faz? – Combinando sombras de maquiagem

Nesse mês de agosto vou fazer uma série de posts de “Como faz?” de maquiagem! Toda quarta-feira um post com um tema especial que é sempre uma grande dúvida, uma dificuldade que muita gente tem com relação a maquiagem. Sei que todo mundo que ama maquiagem tem algumas dúvidas, algumas dificuldades e que acaba ficando sempre na área de conforto porque tem medo de errar ou porque não sabe como fazer. Mas que sonha em fazer mais! E é aí que eu chego com essa série lindona para ajudar :)

E o tema de hoje é combinando as cores, escolhendo as sombras, saindo do básico! Sei que muita gente fica naquela paleta neutra porque tudo combina e não tem erro. Mas na necessaire ou na gaveta tem várias sombras diferentonas que não tem coragem de usar ou acaba não conseguindo combinar ela com nenhuma outra.

Depois desse post quero todo mundo gastando todas as maquiagens e deixando a paleta básica como base, como apoio, combinado?

Não existe errado!

Não existe combinação errada mesmo! É claro que existem as certezas, mas não existe errado, não existe regra. Pode misturar cores fortes sim, frias e quentes, opacas e com brilho, opaca e glitter, preto com cor, marrom com cor, amarelo com roxo, dourado com verde e assim por diante.

Então esqueça as combinações básicas: rosa com marrom, roxo com preto, marrom com preto, nude com rosa, lilás com marrom, verde com marrom ou preto, azul com preto. Essas combinações são certezas, ficam bem sempre, mas vamos deixar elas guardadinhas na gaveta, beleza? Vamos olhar para as outras cores, vamos ver o que mais temos a disposição, vamos arriscar!

Processo criativo

Antes de começar a se montar inteira, olhe para seus produtos, escolha uma cor que está animada para usar. Pode ser um dourado, um salmão, um super amarelo, um delineador colorido. Coloque ele na mesa e defina a sua cor principal! A partir dela, vá escolhendo as próximas, pense em cada área dos olhos e onde vai cada uma.

Essa cor principal vai aonde? Vai como destaque de cor e brilho nos cantos internos? Vai abaixo da linha d’água? Vai no meio da pálpebra móvel? Será a cor do seu smokey eye? Com esse pensamento e mapeamento, fica mais fácil ir escolhendo as próximas cores. Aí é só ir colocando elas lado a lado e vendo se a tonalidade conversa bem. E se ficar a dúvida, passe um pouco nas costas da mão, principalmente se for esfumar uma com a outra, veja se o encontro delas vai bem. E assim vai escolhendo cada sombra, cada produto que for usar até fechar o combo.

Pode ser que você use duas ou três cores principais e então escolha as cores neutras e básicas para completar. Ou muitas vezes uma cor principal e o restante neutro. Mas é importante que até as cores neutras conversem bem com a cor principal. Porque quando uma cor é feita, ela tem bases diferentes, um marrom pode ter um fundo mais amarelado ou mais acinzentado ou até rosado. E isso interfere e muito na combinação das cores! Tenha sempre em mente isso.

Pense nessa combinação como uma escada, ou uma pirâmide:

Na escada, a cor destaque ocupa uma área maior dos seus olhos. A cor secundária pode ser diferente da destaque ainda chamando atenção para a cor ou pode ser de um tom mais leve esfumando a primeira cor e suavizando para encontrar com as cores neutras. E por último o iluminador, que sempre ocupa um espaço pequeno, mas tem grande importância (abaixo das sobrancelhas e cantos internos).

Na pirâmide a cor destaque pode ocupar um lugar menor, seja um cor forte e chamativa, cintilante ou até mesmo com glitter. Então pensando assim, nos cantos internos, só abaixo da linha d’água (com a pálpebra móvel mais neutra), só o delineador (e o restante neutro) ou no meio da pálpebra móvel (que só aparece quando piscamos).

Criando cores e combinações

Sabe aquele monte de lápis colorido que compramos e acabamos usando de vez em quando só fazendo um traço e esfumando? Eles podem ser a chave para uma maquiagem muito mais legal. E aquele lápis preto que tanto amamos também!

Teste nas costas de sua mão fazendo um espaço desse lápis e depois escolha uma sombra que usa pouco, até uma com pigmentação fraca. Deposite em cima do lápis e veja que cor criou. Algumas vezes a base fortalecerá a cor da sombra, outras vezes vão criar um tom novo. Para sombras com pouca pigmentação, vai ser ótimo, já que muitas vezes nem um bom primer ajuda. Para sombras cintilantes e até as novas holográficas, será sempre uma surpresa o resultado para cada lápis de cor diferente.

Olha algumas combinações que testei:

  1. Lápis pretuxo Quem disse, Berenice? e sombra holográfica cobreles Quem disse, Berenice? – A base preta destaca mais o fundo cobre da sombra que é mais vinho, mas deixa super cintilante.
  2. Lápis jumbo purple NYX com sombra triomphe da paleta Paris da Sigma – O lápis roxo como base, além de dar muito mais pigmento a uma sombra que é super sem graça e fraca direto na pele, ou até mesmo com primer. Mas deixa um verde super cintilante.
  3. Lápis carbon vinho Dailus com sombra granada Beauty Color – Tons parecidos para exaltar, apesar do lápis parecer mais vinho, quando passo na pele fica bem bordô.
  4. Lápis jumbo hot pink NYX com sombra cinzote Quem disse, Berenice? – Olha como a sombra cinza cintilante cobre o lápis rosa e aparece outra cor completamente diferente, traz um certo dourado.
  5. Lápis Electric Blue NYX com pigmento 38 Dailus – Melhor achado nas misturas, eu amo esse roxo púrpura e minha sombra dessa cor acabou e nunca mais encontrei algo parecido. Misturando o lápis azul que uso raramente com um pigmento super sem graça – PÁ! – Meu púrpura!
  6. Lapis prata Payot com pigmento nudê Quem disse, Berenice? – E por último aquele lápis prata horrível que todo mundo tem na gaveta sei lá porque e não usa, mas tem dó de passar pra frente. Ele como base do pigmento cintilante destacou ainda mais algo que seria só um tom de brilho.

Arrisque-se!

Não adianta nada amar maquiagem, comprar os produtos em lançamento, ter pigmento, glitter, paletas diferentes e cheias de cor se você não tem coragem de usar. Para ver que seus produtos podem combinar bem é preciso testar e arriscar sempre. Tem dias que estamos mais inspiradas e ousadas, então aproveite para tentar algo novo, um modelo de maquiagem diferente. Quando tiver mais básica escolha uma cor e fique na segurança de uma só e no resto vá para o neutro. Mas use as cores que tem, os brilhos, a cintilância!

E quando uma combinação der super certo, anote, fotografe os produtos que usou, o resultado. Se for necessário o passo a passo, assim como faço aqui no blog. Assim quando você tiver sem criatividade, mas precisa de uma maquiagem legal e sabe que aquela, daquele dia deu super certo, é só olhar para sua anotação e seguir seu passo a passo!

E quando tiver insegura ainda na escolha das cores comece fazendo apenas um olho e vá prestando atenção na ordem de produtos. Se der errado, não vai ficar tão irritando remover a maquiagem de apenas um olho. Se der der, é só reproduzir do outro lado ;)

Aprenda a brincar com sua maquiagem, sinta-se confortável com tudo que compra sem pensar e bem feliz. Continue feliz com os produtos em casa, dando uso para eles! De nada adianta encher a necessaire e a gaveta com um monte de itens que não sabe como usar, não sabe com o que combina. Não fique tensa e nervosa diante dos seus produtos, eles não mordem e não tem nenhum problema errar e começar de novo.

Então vamos começar a usar todas as paletas, sombras, pigmentos, lápis, glitter e delineadores, tudo junto, misturado, criando, combinando e descombinando!

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.