Compra-se um metabolismo melhor – Nova tentativa

Sim, minha série de diário pessoal sobre estar acima do peso e não conseguir emagrecer voltou, e dessa vez, com uma nova tentativa e eu vou contar tudo aqui para vocês!

Eu já contei que uma de minhas metas neste ano era cuidar da minha saúde, e perder peso está incluso nessa meta, cuidando da minha saúde física e mental. Então eu precisava decidir que especialista procurar pra me ajudar nessa meta. Desde minha última tentativa, que foi uma endocrinologista e foi super falido, a não ser pelo fato de eu ter descoberto que eu não tenho nenhum problema de questão hormonal, eu não tinha decidido a quem buscar.

Pensei em procurar um outro endocrinologista, mas com foco em metabologia, já que eu sei que boa parte do meu problema é o metabolismo que não funciona. Mas quando fui procurar no Clube da Alice (grupo no facebook só para mulheres de Curitiba) alguma indicação de médico, encontrei uma nutricionista com um discurso super atrativo, com preço aberto da consulta, mas sendo clara que a consulta é de 1 hora e super dedicado ao paciente.

E bom, pra quem me acompanha (veja o primeiro post aqui) sabe que minha primeira experiência com nutricionista foi péssima e depois de uma consulta de 5 minutos com um valor super alto, eu nunca mais voltei. Então sim, o discurso dela me conquistou e eu marquei minha primeira consulta. E em poucos minutos eu já tinha fechado o pacote de 10 consultas, uma por semana!

Foi sim uma hora de consulta, muita conversa, muita explicação, detalhes da minha alimentação, o que gosto de comer e o que não gosto e então definimos começar com o famoso detox. Ela me deu a opção de encarar os dois dias mais para frente, mas eu achei que seria melhor limpar o organismo logo de cara.

E assim foi. Ela disse para eu fazer no final de semana, afinal de contas, são muitas idas ao banheiro para fazer xixi e com uma alimentação restrita, ficamos mais fracas. Então sexta feira fui as compras com a primeira e a segunda fase da dieta definidas e fiz uma maratona de mercados, feiras e afins para ter pelo menos os itens do final de semana.

E escrevo esse post para vocês concluindo os dois dias de detox e muita vontade de comer um boi acompanhado de muito macarrão no domingo a noite. Que difícil que é seguir isso minha gente! Não é impossível, afinal, concluo ela com sucesso. Mas mentalmente é super sofrido. Algumas refeições passaram bem, sem stress ou qualquer tipo de irritação, outras já exigem mais. E não é tanto pela fome, mas pela repetição do prato e o desejo de comer qualquer outra coisa gostosa.

E na primeira noite eu tive a certeza que se não tivesse fechado o pacote de consultas e deixado pago, com certeza eu teria jogado tudo para o alto e comido tudo que tem no armário de casa. Não saí de casa a não ser por uma breve volta com a Zoey e fiquei de molho o domingo todo, e o tempo ajudou, porque choveu sem parar. Foi desses domingos de tirar o pijama para tomar banho e colocar ele novamente.

O psicológico é terrível, chego a sentir gosto de comidas na boca, sinto vontade de comer quase o tempo todo e sabe o que é pior? A internet! Rode um pouco a timeline do seu facebook, depois rode um pouco o seu instagram. É comida sim, comida não! Sem contar alguns videos no snapchat que também são de comida.

Tenho fome e vontade de tudo, mas fico em mente que vai valer a pena no final, tem que valer!

Mas segunda feira começa a segunda fase, mais comida no cardápio, mais opções, outros sabores. Então vejo dias melhores a frente e um pouco mais de alegria ao comer. E na quarta feira o primeiro retorno de consulta, mais bate papo, orientação, exame de bioimpedância (acho que é isso) e vamos ver como meu organismo está respondendo.

Comments

comments

Avatar

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.