Compra-se um metabolismo melhor – Um mês!

Ontem completei um mês de tratamento, reeducação alimentar e dieta! Que palavra horrível que é, e eu evito usar. E fechando esse mês, venho dizer para vocês: não está sendo fácil! E eu sabia que não seria.

Semana passada nem escrevi nada, não quis escrever, afinal de contas, na balança foi pouca coisa eliminada. A nutricionista continua feliz com os resultados, mesmo porque mulher é um bicho tão difícil que obviamente naquele período mágico do mês o corpo para um pouquinho. Então para resumir, nas últimas duas semanas perdi próximo de 1kg somente, mas perdi bastante percentual de gordura e ganhei ainda mais massa magra – ah, e o metabolismo, aquele meu vilão, ele também melhorou. Eu deveria comemorar, mas sou ansiosa, e esses números que ela celebrou e me mostrou são pequenos nos meus olhos, e não deveriam ser.

Acontece que eliminar peso deve ser um caminho lento mesmo, quem perde rápido, ganha tudo de volta na mesma velocidade, e se não ganha, o corpo responde com muita flacidez. Então estou no caminho certo, medidas diminuindo e os resultados aparecendo. Mas sabe a ansiedade? Sabe aquela vontade de querer os resultados para ontem? Pois é! Isso tudo vive em mim, lado a lado com a vontade de comer. Falo o tempo todo que queria mais, queria calças caindo, pessoas comentando “nooooossa, como você emagreceeeeu”, queria colocar aquela peça de roupa guardada há anos e ela fechar tão bem quanto antigamente. E isso tudo sem precisar passar vontade.

E como eu falei tudo isso (fora passar vontade) para minha nutri semana passada, ganhei uma fase nova, um cardápio novo. E olha, esse não está sendo fácil! Não passo fome, longe disso, mas o pouco de carboidrato que posso comer é até o almoço. Aí meu corpo está respondendo pedindo o quê? Todos os os chocolates, brownies e ovos recheados do mundo! Fico imaginando essas comidas na minha frente, e feliz dentro da minha barriga. Dramática? Nada, seja eu em pleno feriado de Páscoa!

Mas sempre fui persistente e teimosa, então vou seguir firme nessa fase até quarta feira, que eu tenho consulta e então tudo pode mudar mais uma vez. Continuo sem sair da linha, sem comer uma coxinha no aniversário, sem provar o bolo da festa, sem tomar uma taça de vinho, sem comer uma macarronada de rebeldia. E de quebra, meu plano é aumentar a carga de exercício a partir de hoje! Tenho feito 20 minutos diários por um aplicativo, geralmente aqueles 20 de explosão, mas acho que já ficou confortável, então é hora de forçar um pouco mais.

Por enquanto, essa sou eu, feliz com os resultados, mas querendo mais! E com saudade de comer sem me preocupar (ou quase isso).

Comments

comments

Avatar

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.