Desafio de Dezembro – Conclusão e um novo começo!

Fechando o desafio que tinha como objetivo ler um livro por semana durante o mês de dezembro, mesmo com toda a agitação, correria, compromissos e tudo mais. E olha, foi fácil! Me adaptei a essa rotina e me organizava para ler um pouco todo dia – embora muitas vezes eu lia muito num dia só e acabava com um livro bem antes de uma semana.

E o aprendizado fica que adiamos muita coisa nessa vida, principalmente coisas que nos fazem bem. Quando temos pouco tempo entre uma ação e outra, quando temos muita coisa na cabeça, quando até temos tempo de folga mas entramos em transe fazendo absolutamente nada de útil. E isso são momentos simples, como o tempo que a janta está finalizando no forno, enquanto a roupa está terminando de bater na máquina, os 15 minutos que sobraram depois de almoçar, a espera do ônibus, da carona, o tempo na cama antes de dormir. E ao invés de relaxarmos com uma música, uma atividade que nos dá verdadeiro prazer e descansa nossa mente, ficamos ligados na tela do celular rodando todas as redes possíveis ou rodando todos os canais na tv.

Sendo que esses vários minutos ao longo do dia podem ser dedicados a algo que faz um bem danado para a mente, desliga tudo, foca em algo fora da rotina, dos compromissos. A vida é corrida, mas dá para relaxar ao longo do dia sabe?

E quanto ao livro final? Bom, ele é curto, mas será uma longa leitura que eu quero ir contando para vocês conforme ela acontece.

O livro que separei para essa última semana  é o “Atenção Plena: Mindfulness” (Como encontrar paz em um mundo frenético), e é isso que eu queria quando comprei. Mas não sabia que estava no final das contas comprando um curso de 8 semanas. Por isso, li toda a introdução e pausei no momento que o curso dará início e vim contar isso para vocês. São 8 semanas com práticas diferentes de meditação, treinamentos diários e muito aprendizado. E quero começar esse treinamento bem tranquila e com mente aberta. Nas minhas metas de 2016 estava começar a meditar, contei nesse post aqui eu fiz algumas práticas, mas não foquei nisso totalmente. E agora é a chance de começar 2017 com uma meta não totalmente alcançada nesse ano que se encerra.

Ao longo do “curso”, pretendo ir contando a respeito porque só de ler a introdução senti ainda mais vontade de ter um tempo para meditar todos os dias. Sem preconceito, sem religião, sem amarras, sem pensar em me tornar quase um monge, mas sim pensando no agora, no meu bem estar, na minha vida. Porque a meditação é para ser isso, é só benefício, só faz bem! Então, terminei o desafio, mas começo aqui outro, o curso de 8 semanas!

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.