Dieta não é tortura nem privação

Ia fazer um título mais poético, mas optei por algo que vai direto ao ponto.

Depois do post de semana passada que mostrei o comparativo do meu corpo com o mesmo vestido no ano passado e agora, depois de 2 meses de acompanhamento, tratamento e sim, dieta; recebi vários comentários e algumas pessoas vieram conversar comigo perguntar como é, se passo fome, como é a dieta, como é minha nutricionista e por aí vai.

giphy (28)

E a pergunta que sempre aparece é: você passa fome, passa vontade? E então parei para pensar que grande parte do insucesso da maioria das dietas para as pessoas é entrar nela pensando em algo rápido e temporário, um período de tortura, sofrimento, privação, uma fase da vida que não será feliz comendo, bebendo como bem quer. E mais um motivo para odiar a segunda feira, porque sempre vem aquela desculpinha: segunda eu começo! Começo o sofrimento, começo a comer mato, começo a academia, paro de beber, chega de doces, “nossa! vou morrer sem meu doce de sobremesa!”. Quanto drama.

Dieta é diferente para todo mundo, porque você já deve ter percebido por aí, ninguém é igual a ninguém! Tem intolerantes a algum alimento, tem vegetarianos, tem alérgicos a algo bobo para muitos, tem gente com metabolismo hiper acelerado, tem gente com metabolismo lento. Então para algumas pessoas adianta só arrumar a alimentação e comer refeições balanceadas e lembrar de ter lanches saudáveis, para outros é necessário um acompanhamento de pertinho para entender como o corpo está funcionando e é claro, os que precisam de dietas especiais por ter restrição alimentar. Para ninguém é igual, então a dieta da Beyoncé pode não funcionar em você ou a famosa Atkins e Dukan; pode ser que controlar o que come com ajuda de um aplicativo no celular resolva bastante ou você precisa de ajuda de especialista, seja ele um endocrinologista, nutrólogo ou nutricionista. Mas uma coisa é certa, se tudo for um sofrimento, se não tiver foco, auto controle e viver cheio de desculpas para sair da linha (ah é happy hour, é aniversário, churras da galera, festa, buffet tá bonito, vou comprar esse doce para ajudar essa vendedora simpática, só hoje, etc) não vai resolver para ninguém, nem mesmo para a Beyoncé.

giphy (29)

O meu segredo? Estou descobrindo sabores! Não fiquei pensando que estou me privando de comer um hambúrguer com bacon (sim eu tenho vontade, uma vez na semana pelo menos) ou que estou perdendo aquela macarronada tradicional e deliciosa. Pelo contrário, fui redescobrir a cozinha, os ingredientes, temperos, novas receitas, novas misturas e um mundo se abre diante de mim. Ao invés de pensar o que estou deixando de comer, estou provando coisas que nunca pensei em comer antes – e nesse momento estou apaixonadíssima pela cozinha indiana – já errei muitas vezes, fiz refeições de cara amarrada porque não ficou realmente bom, mas ei, isso acontece normalmente não é mesmo?

Mas conseguem perceber a diferença?

giphy (30)

E olha, sou mulher, tenho TPMs terríveis de sentir fome infinita, de dormir brava de fome. Mas a partir do momento que você encontra com o auto controle e abraça ele, tá tudo bem. Não some a vontade, mas ameniza bastante. E chega um momento que as pessoas passam a sofrer por você, comem algo e falam: putz, desculpa estar comendo isso, você não pode? nem um pedacinho? quer que eu sente pra lá? – E quando você aprende realmente a cuidar de sua alimentação sabe comer algo antes de algum evento, sabe aceitar a taça de espumante para o brinde e bebericar e pronto, sabe que em um dia corrido ter uma garrafa de água e alguns itens para beliscar em meio a tudo é tão importante quando um bom café da manhã.

Então, se você aí está lendo e pensando: nunca vou conseguir emagrecer, não consigo fazer uma dieta restrita, não vou deixar de beber minha cervejinha na sexta feira, e as festinhas de criança, como vou conseguir almoçar bem perto do meu trabalho, não tenho tempo pra ficar preparando comida pra levar…insira aqui mais uma desculpa que você está pensando. Bom, não vai conseguir mesmo porque a força do seu pensamento já te sabota. Se você quer mudar a alimentação, mude seu comportamento primeiro, seu pensamento, seu posicionamento.

Comments

comments

Avatar

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.