DIY – Arte com fios na parede

Tem algumas semanas que fiz esse post falando sobre a nova tendência de tapeçaria e arte com fios na parede. Desde então continuo apaixonada e tentada a reproduzir algo e ver como é. Me enrolei, não sabia se só fazia teste com o que tinha em casa, se encontrava um tronco caído na calçada para usar como base, se comprava barbante, lã ou linha.

Aí tomei uma atitude e por ser um teste, optei por pegar o que tinha disponível e dando sopa em casa. E olha, foi uma delícia de fazer, não foi tão trabalhoso quanto parece e dá para criar várias coisas!

Usei:

  • fio para crochê
  • palito de churrasco
  • tesoura

Sim, foi só isso. E é claro que então o material pode variar de modelo, o palito pode ser um pedaço de madeira maior, um cabo de vassoura, uma vara, bambu, tronco, enfim, o que quiser, até mesmo varão de cortina. O frio, pode usar vários, cores diferentes, lã ,espessuras diferentes, texturas, barbante, fio, fita.

E é claro que o estilo também pode variar, com miçangas, brilhos, tranças, pom pom, liso, corte.

Passo a passo:

artecomfios2

  1. Comece preparando a base, no meu caso, foi cortar a ponta do palito. Depois amarrar a linha que servirá para pendurar – se necessário, use uma cola para firmar bem e não escapar e acabar perdendo o trabalho todo.
  2. Depois pense no comprimento que quer. Lembrando que o fio deve ser longo o suficiente para ser dobrado ao meio para prender ao palito. Decidido isso, faça um molde ou marque em uma mesa o comprimento do fio e corte vários, muito mesmo! – Provavelmente você vai cortar um tanto e irá precisar cortar mais depois de tudo.
  3. Então com o palito pendurado em algum lugar – para facilitar – comece a prender os fios. O negócio em dobrar ao meio, encontrando as pontas. Então a parte “dobrada” fica atrás do palito e você passa as duas pontas juntas por dentro da dobra – difícil explicar isso. E então aperta bem para ficar preso.
  4. Siga colocando todos os fios, e vá apertando bem no canto para caber o máximo que der e dar bastante volume.
  5. E então é hora de enfeitar e usar ainda mais a criatividade – Eu optei por seguir um dos modelos que mostrei lá no post e então fiz tranças de espessuras diferentes de um lado, fiz pom pom e depois trabalhei alguns fios criando esse “colar” na frente.
  6. Para as tranças fiz como os fios pendurados para prender – fazer a parte é válido também, já que acabou ficando meio falho de fios atrás das tranças.
  7. Para o “colar” eu prendi em uma ponta e então fui ajustando o tamanho separadamente.
  8. Para o pom pom longo eu fiz de maneira bem simples, dobrando ao meio e prendendo com uma outra linha. Para o pompom simples, enrolei bastante o fio na mão, soltei, passei a linha para amarrar e cortei – nem podei, deixei rústico mesmo. (tem imagens fáceis de entender o processo do pompom na internet)

artecomfios3

E pronto! No final eu dei uma aparada nos fios, já que fica bem despontado, mas não me preocupei em fazer um corte perfeitamente reto.

Queria ter feito com uma lã crua e de várias espessuras e texturas diferentes que deve ficar super legal, ainda mais trabalhado em um galho seco. Mas como eu disse, era um teste! E acho que a experiência deu certo.

Se você se animou por aí, se inspire com as ideias e modelos diferentes no outro post, e se tiver um tear e habilidade com ele, dá para fazer trabalhos ainda mais incríveis.

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.