Hábito de leitura – Como começar

Por algum motivo muita gente não tem o hábito de ler, não foi educado desde criança, nem em casa, nem na escola, ou ainda, pegou raiva por algum motivo. Mas ao longo do tempo, as pessoas discutem livros, ouve-se tanto que o livro é melhor que o filme e por aí vai. E você até cogita ler, mas não sabe nem como começar, o que ler e não se sente a vontade em uma livraria ainda. Então vamos a algumas dicas que podem conectar você ao mundo da leitura.

1 – Tech ou papel

Qual o seu perfil? Vale a pena investir em um leitor digital? Ou ao tradicional impresso? Defina o que você gosta, o que vai facilitar a sua vida, aonde você deverá ler geralmente, veja na loja, sinta, conheça o digital antes, informe-se.

Ou ainda, você pode se adaptar ao audio book e preferir ouvir a história no fone de ouvido enquanto realiza tarefas corriqueiras do dia a dia, como lavar a louça, se deslocar de um lugar ao outro, enquanto almoça sozinho e por aí vai.

2 – O primeiro livro

Não adianta você pegar um livro qualquer, um que o vendedor indica ou da lista de mais vendidos, você deve escolher. E a maneira mais fácil é pegar algo com que você se identifica, se é um livro de história da moda, se é de história do Brasil contado diferente, se é o livro de um filme que você ama ou até mesmo a biografia de alguém que você é fã.

Vai ser muito mais fácil e prazeroso se envolver com o livro e dedicar um tempo a leitura se você gostar muito do tema ou da pessoa.

3 – Entenda seus hábitos

E não os hábitos de leitura, já que você ainda não tem. Mas conheça seu corpo, se ler antes de dormir você pega no sono em segundos, se passa mal lendo dentro do onibus, se ler enquanto almoça, se ler no banheiro, ou até na academia enquanto pedala ou anda na esteira.

Mas faça testes, veja aonde você se sente mais a vontade lendo, as vezes deitar na cama vai induzir ao sono rapidamente, mas se sentar no sofá (com a TV desligada) seja mais interessante, entenda se barulho a sua volta te distrai ou se não faz diferença e você consegue ler algo que gosta sem perder o foco.

Tem gente que não consegue ler na correria do dia a dia e acaba aproveitando as férias para ler. Veja se esse também é seu caso. Apesar de perder meses sem leitura.

4 – Separe os momentos de leitura

Se vai ser pela manhã enquanto toma café, se vai ser no horário de almoço, antes de dormir, no horário do jornal ou como eu, em tempos que não podemos fazer mais nada: leio na fila do banco, no ônibus (em pé ou sentado, tanto faz, acho o tempo de ônibus uma perda de tempo a toa). Então se seu caso é esse, muito tempo esperando consulta médica, no ônibus, no banco ou tempo longo de almoço, aproveite e leia – o tempo vai passar bem mais rápido.

5 – Não espere muito tempo para o próximo livro

Sei que alguns livros nos deixam tristes quando terminamos, porque fica um vazio e um desejo de mais. E sei que muitas vezes mudar de leitura, de autor pode ser difícil, porque muda o jeito de escrever, os personagens, o estilo e então as primeiras páginas vão ser meio vagas e perdidas. Mas insista, e continue a leitura.

E muito importante, você pode ser super fã de uma pessoa ou um livro e querer ler ele para sempre. Mas intercale a leitura, leia outros no meio e guarde esse para ler vez ou outra. Seja fã de um livro, mas expanda o horizonte e conheça outros.

6 – Descubra seu estilo de leitura

Não adianta ficar pegando clássicos que todo mundo já leu, só porque todo mundo já leu. Você não vai ler um famoso de terror, sendo que gosta de aventura ou um policial se prefere muito mais romance. E é claro que você pode gostar de mais de um estilo.

giphy (7)

Então descubra os temas que gosta mais e vai ser mais fácil encontrar livros para ler. E então, quando você menos esperar, vai comemorar promoções nos sites de livros, vai fazer lista de livros como presente, vai gastar algum tempo considerável em livrarias, em cafés livrarias, e vai querer até listar os livros que leu para manter um catálogo.

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.