emprego

Listando – 10 itens desnecessários em uma entrevista de emprego

Oi gente!

Desnecessários é ser bem delicada, vamos dizer então, reprovados. É claro que dependendo da entrevista, para a área de moda por exemplo, podem ser repensados. Vamos lá:

1 – Bota cano alto – Mulher gato ou até mesmo Uma Linda Mulher, chegar na agulha, com a bota acima dos joelhos, nem com muita classe.

2 – Brincos grandes – Argolas ou daqueles longos e largos, você quer chamar atenção para o que você sabe ou para o que tem em sua orelha.

3 – Cara de palhaço – Nada de nariz, MUITO blush, MUITA sombra, MUITO delineador e MUITO batom vermelho. A entrevista é para maquiadora para um salão? Mesmo assim, repense o make, o seu portfólio que vai contar.

4 – Cinto – Não, não o acessório. Me refiro às saias, shorts e vestidos que mal cobrem os gominhos da bunda. E não nem cobrindo, saias e vestidos no máximo 3 a 4 dedos acima do joelho.

5 – Paetês – É uma festa, balada ou uma entrevista? Então nada de brilhos e coisas bufantes. Podemos até considerar levemente detalhes em algumas peças, mas são DETALHES!

6 – Chinelo – É um bar na beira da praia? Se sim, ok.

7 – Transparências e decotes – Não, não é legal. É a mesma coisa do item 5. Não é festa e você não precisa arranjar um namorado na entrevista. Sem falar que você não precisa sair mostrando tudo também, mesmo que goste, se contenha na hora de conseguir o emprego.

8 – Ipod ou mp3 – Sério mesmo? Leve um livro se for demorar, música faz bem, mas você vai ser uma pessoa estranha e distante dos seus concorrentes. Não é legal.

9 – Chapéu ou boné – É entrevista de para a área de moda? Seu acessório é legal? Ótimo, cuide com os cabelos. Não é? Então nem pensar, primeiro que pode ser entendido da forma errada e segundo que vai amassar tudo o cabelo – e isso vale ainda mais para os homens.

10 – Roupa de ginástica ou de time de futebol – É para a área de educação física? Ainda assim tome certos cuidados. Não é? Então o máximo que você pode pensar em usar é uma camisa pólo.

Isso que não entramos nos detalhes de roupas rasgadas e sujas, balas e chicletes, cabelos sujos e oleosos, postura na forma de sentar, educação ao se apresentar ou entrar no ambiente e por aí vai.

Não se trata de mentir quem você é, mas é hora de assumir uma atitude mais profissional e conquistar seu espaço por suas habilidades e não por sua forma de se vestir.

 

 

 

 

 

 

 

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.