Livro – Expert em Vinhos em 24 horas

Não, eu não li esse livro em 24 horas. Mas a proposta é mais de estudar sobre o vinho em pouco tempo. A autora sugere no início do livro que ele deve ser lido entre amigos e com alguns vinhos para realizar as práticas e degustações que ela vai propondo ao longo dos temas. Mas pensando bem agora, para fazer isso, é preciso ler ele antes para poder fazer algumas compras mais certas e entender o que ela quer dizer.

Mas enfim, é um livro fácil, simples e super prático sobre o vinho. É claro que começa com a história, o processo, a diferença do branco, tinto e rosé e as informação base para começar a conhecer melhor o mundo dos vinhos. E então passa pelos tipos de taça, decantar, abridores, como escolher o vinho na carta de um restaurante.

As páginas pretas com lista são as melhores, sempre com 10 dicas práticas: maneiras de escolher a garrafa certa, mitos, dicas, variedades de uvas mais comuns. E elas estão ao longo do livro.

Confesso que me entediei algumas vezes. Eu amo vinho, amo beber, amo escolher. Mas a verdade é que diante de tanto imposto que pagamos nos vinhos, vou sempre olhando primeiro as etiquetas de preço, e então decido entre os mais baratos. Infelizmente ainda não tenho poder de ir a uma loja e escolher de acordo com a uva, a safra, uma nova vinícola que ainda não provei. E depois de tanto tempo comprando assim, sei escolher bem dentro de uma faixa de preço, conheço meu paladar e as vezes me arrisco para me desafiar e conhecer mais.

Mas as partes mais sem graça (pra mim) foi quando foi especificando cada país, quais uvas são comuns, nomes, os favoritos da autora. Talvez eu comece a reparar mais nos vinhos nas lojas por conta disso, mas durante a leitura passei meio batido sem focar muito bem.

Mas nesse livro, ela fala muito dos vinhos tradicionais, vinhos famosos da Europa e que provavelmente são raros de encontrar por aqui. E se encontrar, passam longe do preço de prateleira na Europa e viram vinho chique por aqui com um preço inflacionado. Ela passa vários exercícios de degustação conforme fala das uvas, as variações dela pelo mundo e sugere provar por exemplo um cabernet de origem x e um de origem y. Mas é legal já ler e entender como tudo influencia, temperatura média, tempo de inverno, colheita, barril, os estudos, tudo.

E é claro que tem todo um guia de termos e palavras muito usadas, seja para descrever o sabor de um vinho (encorpado, equilibrado, aromático, fechado, erguido, etc) ou os jargões usados por especialistas.

Então se você gosta de vinho, gosta de aprender um pouco mais, pegue esse livro, leia um pouco de vez em quando. Se você quer presentear alguém que gosta, será perfeito também. É um livro para começar a mergulhar nesse mundo, sem ser chato, sem pegar manias frescas que vemos por aí. Tem vinho pra todo mundo e todos os gostos, e esse livro deixa isso bem claro. Não é porque custa muito mais que vai ser melhor que o que custa muito menos. Então indico bastante esse livro sim, se você gosta e quer conhecer um pouco mais da bebida que consome.

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.