Livro – A Sutil arte de ligar o foda-se

Desde que este livro foi lançado eu fiquei louca para comprar, pedi para todos de aniversário. E acabei ganhando de uma amiga minha. Esse livro vai te tirar da sua zona de conforto e vai fazer você repensar sobre várias atitudes que você anda tendo, seja na sua vida pessoal ou profissional.

Todos os livros que eu leio, eu deixo um bloquinho de post-it do lado porque sempre gosto de guardar as melhores frases. E nesse livro, confesso que a cada duas páginas eu usei uns 3. Não vou mentir que concordei com absolutamente tudo com o que o autor disse, mas tem muita coisa que eu não tinha me tocado, que se aplica a muitas coisas que eu acabo fazendo durante a minha rotina. Mark usou uma frase que eu gostei muito e as vezes para algumas pessoas é extremamente difícil de aceitar:

Ainda que existe valor em “ver o lado bom das coisas”, a verdade é que às vezes a vida é uma droga mesmo, e a atitude mais saudável é admitir isso.

Em um momento depois da metade do livro, ele começa a contar muitas histórias de pessoas e eu fiquei bem entediada. Gostei muito mais em momentos que ele faz você questionar, aqueles momentos que você realiza que a mesma coisa que já aconteceu com ele, está acontecendo com você e vai ficar tudo bem. Na verdade tudo gira em torno de que realmente devemos nos importar menos com as coisas, e é verdade. Como dizia o Zeca “deixa vida me levar, vida leva eu”.

Então se você ai que está lendo esse post porque está se questionando de algumas ações suas dentro de casa, local de trabalho ou até mesmo consigo mesma, vai fundo leia esse livro. Acho que a reflexão que ele deixa na sua cabeça é uma bagunça boa que vai ajudar o seu crescimento. E não fique com medo de discordar com o que ele fala, acho que o intuito dele foi nos provocar um pouco para sairmos da nossa zona de conforto (pelo menos ao meu ver).

Xoxo

Comments

comments

Gabizinha

Gabizinha

Colecionadora de lápis, estudante de design gráfico e ilustradora de sonhos.