Minha Casa – Como fazer arroz e outras dicas

Fazer arroz parece algo que todo mundo sabe fazer, quem sabe não sabe variar ou não sabe deixar ele com gostinho de arroz de vó. Então essa é minha missão hoje, depois de falar sobre os ítens básicos e necessários na cozinha, vou ensinar e dar dicas sobre o arroz.

Tem muita gente que vive sem feijão, mas não sabe não ter arroz em uma refeição, e eu sou uma dessas. Eu amo feijão, mas quando temos tortas, carnes, refogados, saladas e legumes, eu não sei comer sem um bom arroz. Pra falar a verdade, quando o arroz está fresquinho, primeiro eu como uma colherada de arroz puro e então me sirvo apropriadamente.

Enfim, chega de blá blá blá, vamos ao que interessa. Primeiro vou falar como faço meu arroz, com alguns comentários e depois dou dicas diferentes, até pra fazer o arroz integral.

Você vai precisar de: óleo, alho, sal, água e arroz (branco, parborizado ou integral)

Comece fritando em fogo baixo, o alho – pode ser bem picadinho, amassado ou esmagado – eu sempre uso aquela engenhoca de esmagar, tipo de fazer purê de batata. Enfim, mantenha em fogo baixo até dourar os pedacinhos e então acrescente o arroz.

Você pode lavar o arroz em um escorredor de arroz (aqueles potes furadinhos) ou não lavar e colocar direto na panela. Eu cresci vendo minhas avós lavando o arroz antes de cozinhar, o correto é lavar até parar de sair água branca, mas diante da correria, eu pulo esse passo. Para quem gosto de um arroz mais soltinho, é um passo inevitável.

Sobre a quantidade de arroz – Eu faço uma xícara grande ou um copo para quatro pessoas e dá tranquilamente. Dois copos é perfeito para 6 a 8 pessoas. Quantia que eu digo para fazer e se sobrar será bem pouco.

Dê uma “fritadinha” no arroz em fogo baixo, você vai perceber que os grãos começam a ficar mais esbranquiçados, eu deixo fritando o tempo de colocar o sal, mas isso porque gosto de arroz mais “papa”, quem quer mais soltinho, deixe mais tempo até quase todos ficarem mais branquinhos.

Quantidade de sal: para um copo, uma colher de sopa bem rasa.

Feito isso, coloque a água que pode ser em temperatura ambiente ou, para cozinhar mais rápido, quente.

Quantidade de água: para cada copo, o dobro, ou seja, um copo de arroz, dois copos de água, e por aí vai.

Aí pode aumentar o fogo e deixar levantar fervura.

Quando começar a borbulhar, pode baixar o fogo.

Quando começar a secar a água, coloque a tampa, mas não por inteiro. – Se quer o arroz mais durinho, não tampe ainda.

Quando você perceber que está quase secando, tampe completamente para terminar o cozimento. Fique de olho, porque ficará pronto bem rápido. Meu segredo para saber que já está seco é ouvir o barulho, se ainda tem um de barulho de água, espere, se você já ouve um barulho de coisas fritando, pode desligar.

Quando estiver pronto, desligue e deixe descansar um minutinho para o arroz “chegar”.

Tudo não demora mais que 40 minutos! E você terá um arroz bem temperadinho e gostoso.

Vamos as dicas:

– Na preguiça de descascar o alho ou na falta dele, para temperar o arroz  você pode simplesmente fritar o arroz com um fio de óleo e tempero pronto (tipo arisco).

– Para o arroz integral o tempero é a mesma coisa, a diferença é na quantidade de água e tempo de cozimento. O arroz integral demora bem mais para ficar bem molinho, então vai o triplo de água (para cada copo de arroz, três copos de água) e depois que você acrescenta a água vão exatamente 1 hora e 30 minutos cozinhando, no fogão aqui de casa, deve variar em cada localização. Mas eu garanto que fica delicioso, perfeito para quem está de dieta.

– Se quiser, na hora de fritar o alho, pode fritar cebola bem picadinha junto.

– Para variar e dar mais vida ao arroz, rale cenoura e coloque junto com o arroz para cozinhar, vai soltar cor e sabor. Se tiver gente na casa que precisa de nutrientes mas não é fã de cenoura, coloque meia cenoura, depois na hora de servir é só tirar.

– Você pode adicionar outros temperos como cebolinha ou salsinha.

– E dica por experiência, não confie no seu taco e deixe o arroz cozinhando enquanto mexe no computador, com certeza vai queimar.

Fácil né?

Comments

comments

Avatar

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.