Na Cozinha do IF – Falafel de beterraba

Eu amo fazer falafel em casa, seja para comer com um petisco, acompanhar uma salada, a refeição ou montar um sanduíche mesmo. Adoro acrescentar outros temperos, deixar com um sabor diferente, coloração diferente e ainda testar assar ou fritar. Acho muito versátil poder variar de acordo com o que tem na geladeira sabe? Acontece que mesmo amando a receita, as vezes acho que pesa muito a farinha, mesmo usando uma integral e mesmo sendo tão pouco para dar firmeza e formato aos bolinhos. Eis que separei tem algum tempo uma receita de falafel sem glúten no Pinterest e guardei na memória para receitas que queria fazer em breve. A receita original é essa aqui, e tem fotos bem mais bonitas que as minhas.

Então comprei os ingredientes para fazer e separei ela para botar a mão na massa. E que bela surpresa! Com diz o nome, a receita do falafel vai beterrabas, e vou dizer para vocês, eu adoro o uso das beterrabas em lugares diferentes – aqui em casa sempre foi aquela cozida e usada na salada só. Como eu queria fazer eles para o jantar, no meio da tarde já me adiante e deixei o grão de bico cozido e assei as beterrabas, assim depois de prontos, eles teriam tempo para descansar e esfriar – e o grão de bico escorrer bastante. E aí foi só mandar tudo para o processador e fritar ou assar. Super fácil assim mesmo, então vem cá aprender comigo.

Ingredientes
  • 2 beterrabas medias (do tamanho de uma laranja mais ou menos)
  • 250gr de grão de bico cozido
  • 2 dentes de alho
  • Um punhado de coentro fresco – eu usei salsinha porque era o que tinha
  • 1 colher de chá de cominho
  • 1 colher de chá de sal
Passo a passo
  1. Descasque as beterrabas e corte em cubos uns 2 cm. Disponha em uma assadeira e asse por 40 minutos em fogo alto.
  2. Cozinhe o grão de bico – eu deixo 1 hora na panela de pressão. Então deixe escorrer bem.
  3. Em um processador, coloque todos os ingredientes até ficar mais cremoso – aqui eu tive que dividir a receita em 2 porque o meu processador não fazia muita coisa. E tinha que ir abrindo e dando uma distribuída, porque a lamina só passava na parte de baixo. A massa não fica lisa e homogênea, e tudo bem, mas fica tudo roxinho.
  4. Então faça bolinhas com ajuda de uma colher de sobremesa e achate para formar os bolinhos. E aí você tem duas opções, grelhar em uma frigideira em fogo médio/baixo ou assar – mas em ambos os casos, é preciso virar os bolinhos para grelhar igualmente. No meu forno foi aproximadamente 8 minutos em cada lado. Na frigideira foram uns 5 minutos de cada lado. E nos dois casos eu untei, a frigideira e assadeira.

E pronto, simples assim! Aqui eu gosto de preparar um molho de iogurte (desses sem açúcar, é claro) com sal, pimenta do reino, azeite e limão. Mas mais pela praticidade mesmo, porque nunca me preparo para fazer outros molhos mais tradicionais.

Esse falafel tem aquele gosto tradicional do cominho com o grão de bico, mas com o agridoce das beterrabas, sem nenhuma farinha para atrapalhar esse sabor todo. Sem dúvida virou minha receita favorita de falafel daqui por diante e vou ter que repetir essa receita diversas vezes!

E se você fizer por aí, vem aqui me contar, usa a tag #NaCozinhadoIF pra eu ver como ficou também!

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.