Odeio Segunda feira, e agora?

Se você aí se identificou com o título, acrescento ainda, você deve odiar domingo depois das 18 horas, certo? O sofrimento e a antecipação do ódio do dia seguinte chegam atropelando qualquer bem estar e relaxamento dominical.

E sabe o que? A vida não é para ser assim, e se te disseram e dizem que isso é normal, estão mentindo! Mas vamos lá, nada se resolve de imediato nessa vida, nem mesmo ganhar na loteria (tem toda uma enrolação de banco, advogado, contas, números e informações antes de curtir o dinheirinho extra). Então primeiro faça uma lista dos motivos que fazem você odiar:

  • Trabalho
  • Escola
  • Faculdade
  • Notas
  • Contas
  • Trânsito
  • Ônibus
  • Colegas

Lista tudo mesmo! Dos menores aos maiores problemas. E então é hora de traçar caminhos para cada problema, encontrar soluções!

Trabalho? O que você odeia nele? Tudo? O que você está fazendo para mudar? Para ilustrar essa ideia, vou contar uma história real: Trabalhei em um lugar que odiava, eu já buscava outras opções e fazia cursos, em conversas com minhas colegas (que também odiavam tudo aquilo) questionei o que elas gostariam mesmo de fazer da vida e muitas delas tinham outros sonhos, não tão difíceis de realizar. Uma queria ter seu próprio salão. Então questionei o que elas estavam fazendo para chegar lá. E a resposta era NADA! Não buscavam um cursinho de manicure, de cabeleireira, de estética, nada. Então reclamar do que tinha era sempre muito fácil, mas era recheado de desculpas para não buscar novas oportunidades com “preciso desse dinheiro”, “tenho medo de procurar e perder aqui”, “não tenho dinheiro pra estudar”, “tenho que cuidar da minha família” e por aí vai. E mesmo quem tinha buscado estudar para tentar outras oportunidades reclamavam dos estudos e não concluiam por preguiça! Preguiça gente!

Quem quer mesmo, corre atrás, se esforça, dorme menos, se mexe, agiliza e se concentra nos sonhos e não na reclamação! Então se você odeia seu trabalho, faça algo para mudar! Não se acomode nunca até estar satisfeito.

Odeia sua escola? Bom, ela não é para sempre! Então estude para sair o quanto antes e não para ficar até os últimos dias da escola aberta. Trace metas de estudos, crie intervalos para descansar, mas não desista. Busque ajuda, chame amigos para ajudar.

Odeia sua faculdade? Bom, primeiro de tudo, é o curso certo? Se é e outros fatores fazem você odiar, a regra é a mesma da escola, não é para sempre! Se esforce e conclua ela o quanto antes.

É o transito? O que você faz para sair disso? Crie atividades para se distrair no carro com músicas melhores, ouça áudio books, Podcasts. Use esse tempo “perdido”. Se tem como mudar, saindo mais cedo, mais tarde, indo de ônibus ou bicicleta, mude! Busque opções para melhorar seu bem estar, não se acomode reclamando!

São os colegas de trabalho ou do colégio? E o que você faz para melhorar? Já se afastou ou conversou a respeito? Resolva! Faça alguma coisa. As pessoas não adivinham o que você está pensando!

Você pode odiar uma ou outra segunda feira ou porque está triste, ou porque algo ruim aconteceu, mas não é toda semana a mesma coisa. Não jogue a culpa no dia, porque afinal de contas, se tirassem ele, ainda teria a terça feira e seria igual. Se arrastar em boa parte do domingo e reclamar por mais de um dia é muito tempo de vida desperdiçado! Não vale a pena. Então faça alguma coisa, ou muitas coisas, para resolver isso, para você conviver bem com todos os dias da semana, para ser feliz de segunda a segunda.

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.