Pare para sentir

Qual foi a última vez que você parou para sentir? Sentir um cheiro da brisa que bateu, do perfume de quem ama, do cabelo recém lavado, do arroz recém cozido, da roupa de cama limpa. Mas não estou falando de constatar que um cheiro bom passou e seguir a vida e mexer no celular. É realmente parar para sentir. Perceber como seu corpo reage a esse aroma, aproveitar cada célula do corpo que está gostando dessa pausa prazerosa.

Use várias pausas durante o dia para sentir. Está esperando a água do macarrão ferver? Então não pegue o celular para acender a tela inutilmente ou ver algum email. Abra a janela da cozinha e olhe para o céu, para a vizinhança e quando o vento bater no seu rosto sinta. Dê nome aos aromas, se vem de alguma outra cozinha, da natureza, de alguém saindo do banho. Feche os olhos para sentir. Sinta o vento na sua pele, sorria quando for bom. Está esperando o ônibus chegar, o sinal abrir, o carro passar? Pare para sentir! Está esperando a água do chuveiro esquentar, a roupa terminar de lavar, o corpo parar de suar? Pare para sentir.

Preste atenção nos cheiros quando sair na rua, o perfume de quem passou perto de você e deixou um rastro, o cheiro de pão saindo do forno da padaria da esquina, o cheiro de gasolina do posto. Preste atenção quando abre a janela de casa pela manhã, o cheiro de terra molhada, o cheiro de uma nova estação chegando, o cheiro do orvalho em alguma folha. Preste atenção nos cheiros da sua casa, tantos que trazem paz e conforto.

Tem cheirinho bom que vai passar e lembrar de algo, da comida da vó, da infância, da cidade no interior, de uma viagem, de alguém especial. Tem cheirinho bom que vai dar um prazer que não se sabe o motivo, só se sabe que aquele cheiro é bom para você. Tem cheirinho que vai dar aquela saudade boa, seja de tempos passados ou de pessoas passadas. Tem cheirinho que vai dar fome, vontade de comer.

Estamos rodeados, o tempo todo, por cheiros deliciosos que fazem um bem danado para o nosso corpo quando paramos para apreciar. Então vamos parar para sentir, vamos dar atenção para esse mundo de aromas incríveis que passam, na maioria das vezes, despercebidos.

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.