Quero falar – Atitudes (im)perfeitas para o homem (im)perfeito

Oi pessoal!

O que faz uma mulher se esforçar para ser perfeita, agradar, perdoar e ceder tanto para o homem mais imperfeito?

Confesso que já fiz parte desse enorme grupo que faz de tudo para fazer o cara feliz e o máximo que recebe e um beijo na testa.

ImageShack

Que mulher já não esteve diante de um cara fofo, que liga no primeiro dia, que te abraça em público e faz questão de falar sobre você para seus amigos, mas que simplesmente depois de poucos dias ou semanas vê que ele é só um cara legal e vocês não estão no mesmo lugar ou em sintonia? Quando na verdade o correto é dizer que não se apaixonou, não se encantou. As mulheres vivem inventando que não é um bom momento, que quer curtir ou trabalhar, quando deviam dizer ao pobre coitado que não está apaixonada e para você a relação não esta acontecendo como deve ser. Por que ficar enganando?

Ou então, por que esses caras imperfeitos não percebem os esforços quando estamos simplesmente querendo um pouco de amor? Sei que muitos desses homens estão em uma briga interna de se entregar e não só receber, mas dar amor e carinho. Mas sei também que boa parte deles finge que não estão nem aí por puro medo, medo de se machucar. E aí voltamos para o fato de que os caras que são perfeitos levam o pé na bunda.

ImageShack

Mas porque não queremos romantismo e mesmo assim estamos pedindo o tempo todo? Queremos passeios diferentes, queremos um botão de rosa sem motivo aparente, queremos criatividade, queremos ser conquistadas diariamente, e o que mais?

E o que eles querem? Que tipo de atitude eles esperam de nós? Não podemos pegar no pé (mas quem quer isso?), precisamos entender que quando ele não liga é porque não está afim, temos que ser honestas e sinceras, mas sem lamentações, comparações com ex, problemas de família e briga com a melhor amiga, não querem discutir a relação, mas também não contam qual o problema ou se tem algo errado. E depois mulher é que é complicada!

Quando um casal começa um relacionamento, mesmo antes de ficar sério, um já começa a mudar o outro, já reparou? O cadarço do tênis, o brinco, a cor de esmalte, a roupa, opiniões, música, time de futebol, comida… Mas até quando e onde essas mudanças fazem bem?

Minha regra básica e inicial e nunca deixar fazer algo por que ele pediu, ou melhor, impôs. Mas eu me refiro a coisas simples, como usar uma cor de esmalte ou batom, roupa de um jeito, vícios, e por aí vai. Se vocês se conheceram assim, como você vai mudar uma pessoa desta forma? Uma coisa e durante um diálogo dizer que não é muito fã de tal coisa ou atitude, mas não dizer direto que não quer que ele ou ela pare com tudo por você. Essa deve ser uma escolha muito pessoal, muitos costumes, modas e vícios podem mudar com o tempo.

Da mesma forma as mulheres mudam os homens. Vamos a um exemplo bem criativo: durante dois meses vocês se enrolam, e por todo esse tempo você sabe que nas segundas feiras ele sai com os amigos (futebol, baralho, boliche,etc). Quando vira namoro você decide que na segunda feira e dia de levar seu irmão menor no fliperama ou então dia de ver o coral da sua vó em uma casa de chá. E não, você não aceita terças, quartas, nada. A nova rotina do casal deve ser a sua, porque você é mesquinha o suficiente pra mudar os planos dele. E pior, quando sabe que o cara faz de tudo por você e vai aceitar, mesmo não querendo, ou melhor, não devendo aceitar, você faz isso para testá-lo e ver até onde ele pode ser seu capacho. Mas me diz: PRA QUÊ?

E não e só uma questão de se impor, é não acostumar mal, e saber balancear e ceder. Tudo na vida deve ser na medida certa. Todo mundo sabe que o exagero faz mal e o pouco faz falta.

E aí vem a ideia inicial: com a pessoa que te ignora os agrados e gelos devem também ser balanceados. Se não agradar ele/ela vai procurar quem o faça, e se dar muito gelo a pessoa só vai sentir raiva de você, ou pensar que é muito idiota.

ImageShack

Não precisa se esforçar tanto para ser perfeita, a pessoa que está ao seu lado não é. Não mude seus costumes, estilo, ou forma de falar. A verdade, e eu digo sobre relacionamentos verdadeiros, sempre acontece quando estamos de cara limpa, nada pra esconder. História, imperfeições, família, erros, defeitos estéticos e de personalidade, tudo lá, para ser visto e apreciado, como uma obra de arte, porque é a soma de tudo isso que forma quem você é.

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.