Se tem que forçar, não é pra ser.

Tudo nessa vida, se é preciso forçar, não se sentir confortável, insegura, ou qualquer outra sensação negativa, não é pra ser.

Uma roupa se você não se sente bem, se demora para conseguir vestir, não usa nunca, tudo vai ficar ruim com ela, o lugar, as pessoas, o momento. Independente do seu biotipo, existem modelos, peças, estampas, cores perfeitas para você. Que modelam o seu corpo de um jeito confortável, que marcam o que você gosta que fique marcado, que escondem o que você não gosta tanto. Cores que combinam com seu tom de pele, de cabelo, de olhos.

Um trabalho, um curso, uma atividade que só te deixam para baixo, que fazem você se questionar, que te adoecem, bom, não é para você. Essas tarefas que preenchem a maior parte do nosso dia precisam ser boas para nós, satisfazer, preencher, dar um propósito, uma motivação para estar presente todos os dias. Sei que a maioria das pessoas não tem muita opção, mas você tem sempre a opção de procurar outra coisa, estudar outra coisa para mudar de profissão. Continua no trabalho ruim, mas saia correndo de lá para aprender algo que goste de verdade, que te motive. E então em algum tempo você vai poder mudar tudo. Não aceite e siga sua vida reclamando.

Mas um relacionamento, de amor ou amizade, se você precisa forçar, se te faz mal, se te faz questionar, se não te deixa ser você, livremente, não força, não é pra ser. Com o tempo a gente vai aprendendo que relações precisam ser fáceis, precisam fluir e mesmo em tempos ruins, elas seguem fortes. Se na relação você fica o tempo todo pensando que não foi respondido, e se você mandar “x” agora, ou se é melhor depois. Não! Relacionamento não é jogo. Relacionamento, não uma troca de amores e favores quando convém, quando pode, quando dá.

Já tentou forçar comer ou beber algo que não gosta? Ou mal bate na gargante e volta como uma direta negação do seu corpo àquela coisa. Ou quando bate faz um mal danado. E pra você saber que você não gosta ou que seu corpo não gosta, é só provando, testando. Eu sei, eu sei, tem coisas que nem precisamos comer pra saber. Assim como sabemos que tem trabalhos que não é para nós, um perfil de pessoa não bate com o nosso perfil, que um determinado estilo de roupa não tem nada a ver. Eu por exemplo sei que trabalhos que exigem exatas não é para mim, peças de roupa de cor amarela, tequila e pessoas muito entronas me deixam desconfortável, preciso forçar, não flui, não funciona sabe?

Então você aí do outro lado lendo. Tem algo na sua vida nesse momento que te deixa assim? Que não bate, não funciona? Mude, deixe pra lá, se afaste, se esforce e faça o possível para sair dessa. A vida foi feita para ser vivida com leveza, sendo nós mesmos o máximo que podemos. Aprender o que nos motiva, estudar o que temos prazer, trabalhar com o que nos faz levantar todos os dias e curtir a segunda feira. Andar e conversar com pessoas que falem a mesma língua, que nos fazem evoluir, crescer, nos vêem como somos, como queremos ser. Usar o que nos faz bem, no corpo, na pele, na alma. Vamos viver puramente feliz!

Comments

comments

Mari Medeiros

Relações Públicas, fotógrafa, maquiadora, conectada e que gosta de fazer de tudo um pouco pra não cair no tédio.